Sabe aquelas aulas de anatomia em que você prestava pouca atenção? Esse cenário seria diferente se o seu professor conhecesse este nome: Michael Reedy.

Ilustrador vindo de Michigan, nos EUA, Reedy usa e abusa dos traços surrealistas para compor um universo pop às ilustrações anatômicas desenvolvidas para trazer a quem vê suas obras uma inquietude entre corpos nus e abertos – literalmente – para que qualquer um faça uma imersão a assuntos inerentes à condição humana como, por exemplo, a morte.

mr1

Reedy, que tem se dedicado a essas obras nos últimos 20 anos, explica mais sobre sua inspiração: “nos meus trabalhos mais recentes, revelei os temas intemporais da vida. Este interesse na expulsão e na queda do homem foi emparelhado com minhas inclinações anteriores, que há muito tempo foram enraizadas em imagens marginais do corpo, ilustração médica, ornamentação, comédia sombria, etc. Esses aspectos inevitáveis da existência trazem à mente as imagens mais trágicas e mais bonitas do corpo”. Profundo, não?

mr0

Dê uma olhada nas obras aqui:

mr mr2 mr3 mr5 mr6 mr7 mr8 mr9 mr10 mr11 mr12

Se você gostou, pode acompanhar mais do trabalho de Reedy em seu site oficial, clicando aqui.

Paula Neiva
Escrito por Paula Neiva
Trocou a vida de publicitária em São Paulo pela de estudante de artes em Buenos Aires. Tem um Tyler Durden tatuado no braço mas não pode falar pra ninguém, porque a 1a regra é nunca falar sobre o Clube da Luta.